Postagem em destaque

Como fazer consulta gratis no SERASA e Limpar o NOME

Como limpar o  nome do SERASA e SPC Gratis Nome SUJO no SPC : Serasa lança novo canal na internet para consultar nome grátis - Aplicativ...

Como fazer consulta gratis no SERASA e Limpar o NOME

Como limpar o  nome do SERASA e SPC Gratis
Nome SUJO no SPC: Serasa lança novo canal na internet para consultar nome grátis - Aplicativo do Serasa, consulta por CPF. Quer saber se seu nome está sujo no Serasa SPC? Serasa lançou novo canal de serviço ao consumidor para fazer consulta ao SPC online, sem burocracia. Link direto do vídeo institucional do SERASA: http://www.youtube.com/watch?v=Zs7SDR7ETZ0 

Site oficial do Serasa/SPC para fazer consulta: 
http://www.serasaconsumidor.com.br/

Aplicativo oficial do Serasa/SPC:  
http://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.serasaexperian.consumidor&hl=pt-BR&pageId=106244310966766981625

Serasa permite consulta gratuita e completa do CPF pela internet por Redação Com Agências.

Desde a última sexta-feira (8) os consumidores têm a oportunidade de consultar se o CPF está regularizado no portal do SerasaConsumidor. No serviço, que é gratuito, o consumidor pode descobrir suas pendências relativas a débitos como valores e a data de vencimento.

A consulta também pode ser feita através do aplicativo, que até o momento só está disponível para Android.

O site disponibiliza ainda informações detalhadas sobre os credores, como endereço, telefone, e-mail entre outras. No portal o consumidor também poderá renegociar a dívida através do serviço Limpa Nome Online, também da Serasa e gratuito, ou diretamente com o credor.

O SerasaConsumidor também permite fazer a abertura do Cadastro Positivo, que apresenta o histórico de pagamento do cidadão para acompanhar a pontualidade do pagamento de parcelas vencidas e acompanhar o risco de superendividamento.

Ainda é possível alertar sobre documentos e cheques roubados no portal.

Para acessar o serviço, basta criar uma conta ou fazer o login, caso já tenha registro, no site ou aplicativo.

A Serasa foi criada em 1968, por iniciativa da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN), como ação cooperada entre bancos, para padronizar relatórios e formulários, criando uma ficha cadastral única, permitindo assim rapidez nas decisões bancárias e controle do sistema financeiro. A ficha unificada representou redução de custos administrativos para os bancos associados e, em consequência, para os seus correntistas.

O nome da empresa na época da fundação era Serasa, um acrônimo para Serviços de Assessoria S/A e que posteriormente teve seu significado modificado para Centralização dos Serviços Bancários.

Na década de 1990, passou a fornecer informações e análise de balanços para todos os segmentos da economia e para empresas de todos os portes. A ampliação resultou em redução do preço dos serviços, o que permitiu que pequenas e médias empresas tivessem acesso aos dados, antes restritos às grandes corporações e aos bancos.

Em 2007, o grupo irlandês Experian comprou o controle da Serasa, que passou a chamar-se Serasa Experian, e em 2012 o Experian comprometeu-se a comprar o resto da Serasa por US$ 1,5 bilhão.

Hoje a Serasa facilita 2,5 milhões de transações por dia. O Banco do Brasil faz cerca de 40 milhões de consultas por mês, segundo Hugo Dantas, especialista em automação bancária.

Serasa Experian produz 22/2 indicadores econômicos que servem de referência para o comércio, a indústria e para o setor de serviços do ambiente de negócios do Brasil.[4] Em dezembro de 2010, a empresa foi incluída no ranking do Banco Central,[5] considerada a instituição que mais acertou as projeções sobre o Índice Geral de Preços (IGP - DI)

O Serviço de Proteção ao Crédito ou Bureau de Crédito, popularmente conhecido como SPC é um serviço de informações de crédito, que utiliza informações de adimplência e inadimplência de pessoas físicas ou jurídicas para fins de decisão sobre crédito.

No Brasil, o serviço de proteção ao crédito é prestado por bureaus de crédito públicos (como o Banco Central) ou privados (empresas privadas que atuam nesse setor).

No ano de 1955, o fundador das "Casas Minerva Roupas Ltda." solicitou à Associação Comercial de São Paulo que esta se responsabilizasse pela centralização dos dados do comércio. Em 14 de julho, deste mesmo ano a ACSP, em acordo com os lojistas criou o primeiro serviço de proteção ao crédito.[1] [2]

Históricamente, no Brasil a concessão de crédito é baseada exclusivamente nos registros de inadimplência, utilizado para checar o histórico de mau pagamento de consumidores ou empresas. Aprovado em junho de 2011, o cadastro positivo entra em vigor e passa a utilizar dados que informam a pontualidade do consumidor e empresas no pagamento de suas contas em dia.[3]

Ao tomar ciência de que seu nome consta na lista de inadimplentes de órgãos de proteção ao crédito; o primeiro passo é identificar qual o tipo de pendência que esta registrado.

No caso de empresas de varejo, utilities, bancos e financeiras, deve-se entrar em contato com o credor para negociar a dívida. Caso seja feito um acordo para pagamento da dívida, a empresa que solicitou a inclusão do débito junto aos órgãos de proteção ao crédito, deverá solicitar a exclusão da informação de débito. No caso de cheques devolvidos (a partir da segunda devolução é anotado no CCF

Mais informações sobre como consultar o nome no SERASA acesse o link abaixo: 
http://www.bahiaemfocos.com.br/mercado-financeiro/como-consultar-o-nome-e-cpf-no-serasa/

Assista ao vídeo abaixo:




DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

0 comentário "Como fazer consulta gratis no SERASA e Limpar o NOME"

Postar um comentário

Obrigado por seus comentários

Faça como as pessoas abaixo participe da nossa página no Facebook, clique em curtir...

.

Notícias da Bahia

Notícias, Humor e Diversão